O FAMILIOGRAMA UTILIZADO NA ANÁLISE DISGNÓSTICA DE FAMÍLIAS COM TRANSTORNOS MENTAIS NO PSF DE TERESÓPOLIS – RJ

O FAMILIOGRAMA UTILIZADO NA ANÁLISE DISGNÓSTICA DE FAMÍLIAS COM TRANSTORNOS MENTAIS NO PSF DE TERESÓPOLIS – RJ

O curso de graduação em medicina do UNIFESO trabalha junto aos estudantes do terceiro e quarto períodos sua aproximação com famílias portadoras de transtornos mentais, adscritas às unidades de saúde da família aos quais estão vinculados desde o primeiro período do curso. Os estudantes utilizam nas visitas domiciliares o familograma, para coleta de dados como forma complementar à sua anamnese, facilitando a compreensão dos casos e a elaboração de ações e estratégias terapêuticas junto Às equipes.

Dados da Experiência

Local da experiência: 
Teresópolis (RJ)
Envolve quais pontos / equipes da rede?: 
Qual foi a experiência desenvolvida? Sobre o que foi?: 

O FAMILIOGRAMA UTILIZADO NA ANÁLISE DISGNÓSTICA DE FAMÍLIAS COM TRANSTORNOS MENTAIS NO PSF DE TERESÓPOLIS – RJ

INTRODUÇÃO

O familiograma é um eficiente instrumento para obter-se informações a respeito da história familiar, seu padrão de relacionamentos, estrutura e funcionamento, constituindo um mapa relacional do paciente e sua família. Auxilia aos profissionais de saúde na detecção de situações psicossociais e padrões de comportamento que estejam influenciando no processo saúde e adoecimento.

OBJETIVOS

Ø  Executar o genograma com os pacientes com transtorno mental;

Ø  Compreender a influência do papel da família no processo saúde doença do indivíduo;

Ø  Avaliar as conexões existentes entre o contexto familiar e a doença.

 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

Há um ano e meio o curso de graduação em medicina do Centro Universitário Serra dos Órgãos trabalha junto aos estudantes do terceiro e quarto períodos a aproximação destes com famílias com transtornos mentais. Estas se localizam nas áreas adscritas Às unidades de saúde da família aos quais estes estudantes estão vinculados desde o primeiro período do curso. Na Unidade Básica Saúde da Família de Venda Nova, zona rural do município, os estudantes utilizam nas visitas domiciliares, o genograma para coleta de dados como forma complementar para sua anamnese.

RESULTADOS E CONCLUSÕES

A utilização do familiograma com pacientes que possuem transtornos mentais é uma importante ferramenta na construção da anamnese, na visualização dos fatores de risco e na percepção do indivíduo em seu meio social. Sendo assim, facilita que profissionais se saúde e estudantes compreendam os complexos processos de saúde e adoecimento no contexto psicossocial e a elaboração de ações e estratégias terapêuticas.

Desafios para o desenvolvimento: 

As equipes precisaram apresender a técnica. Realizamos capacitação na Instituição de ensino junto Às equipes de saúde da família do município.

As equipes têm dificuldade para aplicar o instrumento nas visitas domiciliares. 

Quais as novidades?: 

Trabalhar a inserção dos estudantesno junto a  ESF atuando com famílias portadoras de transtornos mentais. O acesso destas famílias ao PSF é pequeno. A própria equipe não se percebe em condições para se aproximar destes casos, fazer encaminhamentos e acompanhá-los. No município de Teresópolis implantação de equipes do NASF iniciou-se há uma semana e não cobre pequena parte das equipes. Sendo assim, os profissionais se sentem desamparados diante destes casos.

Autores da experiência

NomeCategoria
Geórgia Rosa Lobato; Psicólogo

Atores da experiência

NomeCategoria
Débora Passos JonesEnfermeiro

Comentários

Muito interessante esta experiência. O Genograma é uma importante ferramenta que deve ser utilizada para ser prestado um cuidado integral. Conhecendo e entendendo o contexto familiar conseguimos ajudar as famílias 

Nossa, é muito importante fazer o acadêmico entender saúde mental. Eu sou docente desta área e sinto como eles são inseguros quanto ao tema. Parabéns. Iara

Muito interessante a experiencia do genograma para a saúde mental, ferramenta fundamental no cuidado integral que aqui vcs usaram de forma muito especifica nos transtorno mentais e que pode ser uma pratica para outras relidades. Aprovei!

Até amostra,

 

Kélia

Prabens pela experiencia, é exatamente trabalhando os futuros profissionais que iremos conseguir alcançar as mudanças no nosso processo de trabalho.Há uma dificuldade real em trabalhar o genograma nas ações como umtodo e em especial junto a saude mental.