GINCANA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: MEIO DE PROMOÇÃO À SAÚDE

GINCANA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL: MEIO DE PROMOÇÃO À SAÚDE

Divulgar informações sobre alimentação saudável por meio de uma gincana ajudou a fixar conteúdos e estimular a alimentação saudável, valorizar alimentos regionais, reduzir preconceitos com determinados alimentos, contribuir para o combate aos desvios nutricionais, promover integração da comunidade escolar, desenvolver ações de saúde e estreitar laços entre profissionais de saúde e educação.

Dados da Experiência

Local da experiência: 
Brasileira (PI)
Qual foi a experiência desenvolvida? Sobre o que foi?: 

Trabalho como nutricionista do município de Brasileira-Piauí na Equipe de NASF, que desenvolve ações de prevenção, promoção à saúde, além de está diretamente engajada as ações do PSE.

Por meio de avaliação nutricional realizada para o PSE, constatou-se que no município, assim como em todo o país, houve um aumento de sobrepeso e obesidade entre os escolares.  

O PSE tem impulsionado muitas atividades educativas com temas relacionados à Alimentação e Nutrição. Vale destacar que as duas edições da Semana Saúde na Escola tiveram como temas principais o combate e prevenção da obesidade entre crianças e adolescentes.

Fazendo alusão a I Semana Saúde na Escola, em 2011, usou-se como estratégia para colaborar com esse tema uma Gincana sobre Alimentação Saudável realizada em uma comunidade da zona rural (Saco dos Polidórios), que fica a aproximadamente 70Km da sede do município. Repassada a ideia da gincana para a Coordenadora do PSE, esta contactou as Coordenadoras da Atenção Básica e da Educação. Houve uma reunião com estas e com equipes de NASF e ESF do território da escola para sensibilização e planejamento das atividades. Agregou-se também a ideia de se realizarem outras ações de saúde com a comunidade geral (verificação de PA, teste de glicemia, verificação do esquema de vacinas).

Numa visita prévia à escola, junto com a equipe de saúde, forneceu-se o material a ser trabalhado na gincana e foi discutida com a direção da escola e com os professores qual a melhor estratégia para desenvolvimento das ações.

A parceria entre Secretarias de Saúde e Educação proporcionaram todo o amparo logístico: material educativo e de apoio, camisetas, lanche, carros para transporte dos profissionais (Coordenadoras da Atenção Básica, PSE e Secretaria de Educação, Enfermeira e Técnicas de Enfermagem da Equipe de ESF, Nutricionista, Fonoaudiólogo e Fisioterapeuta).

Na escola a gincana foi assim desenvolvida: os alunos de toda a escola (num total de 87), assim como os professores, foram distribuídos em três grupos. Estes se articularam previamente para o cumprimento de quatro provas que foram informadas com antecedência e mais duas que seriam reveladas no momento da gincana.

Todas as provas, aqui elencadas, estavam relacionadas ao tema Alimentação Saudável: nomear as equipes de gincana, criar e apresentar um grito de guerra, preparar um prato peculiar daquela comunidade e fazer apresentação do breve histórico do prato, assim como quais os nutrientes contidos nele e que benefícios trariam à saúde. Apresentaram paródias, responderam perguntas sobre os 10 passos para uma alimentação saudável e foi montada, com tempo limitado, a pirâmide dos alimentos. Com os olhos vendados tiveram que descobriram pelo paladar que vegetais e frutas estavam experimentando. Ao final percebeu-se que alunos e professores engajaram-se e tornaram essa atividade muito produtiva.

Concomitantemente aconteceram ouras ações de saúde na UBS, com a comunidade local.

Esta ação ajudou a fixar conteúdos e estimular a alimentação saudável, valorizar alimentos regionais, reduzir preconceitos com determinados alimentos, contribuir para o combate aos desvios nutricionais, promover integração da comunidade escolar, desenvolver ações de saúde e estreitar laços entre profissionais de saúde e educação.    

Como funciona(ou) a experiência?: 

Com base em uma bem sucedida ação sobre alimentação saudável (gincana) realizada numa escola da zona urbana, no ano anterior, a Nutricionista do NASF (Floriza) sugeriu a Coordenadora do Programa Saúde na Escola - PSE (Enfermeira Rosângela) que fosse realizada uma atividade semelhante a que já havia sido feita, mas desta vez na zona rural. A Coordenadora do PSE iniciou o trabalho de sensibilização e articulação com a secretária de saúde e o secretário de educação. Foram contactados também os profissionais da equipe de ESF do território da escola (Enfermeira Alex, ACS Rosa, Técnicas de Enfermagem Luana, Maria do Carmo e Ana Karoline), profissionais do NASF (Fonoaudiólogo e Fisioterapeuta) Coordenadora da Atenção Básica do Município (Enfermeira Karine) que sugeriu que junto com a gincana fossem realizadas outras ações de saúde com a comunidade em geral (verificação de PA, teste de glicemia, verificação do esquema de vacinas). Todos se disponibilizaram para realização das atividades. A Nutricionista, a Coordenadora do PSE e a Coordenadora da Educação foram à escola divulgar a ideia da realização da ação. A diretora e todos os professores receberam a notícia com muita empolgação, se prontificaram em desenvolver as atividades planejadas e deram sugestões de como estas poderiam ser melhor executadas. As Secretarias Municipais de Saúde e Educação dividiram as responsabilidades e os gastos com a confecção do material educativo, das frutas para o lanche de todos os participantes (comunidade e profissionais), camisetas, carros para transporte do material e dos profissionais, (pois trata-se de uma região a 70Km da sede do município), equipamento de som.

Desafios para o desenvolvimento: 

Um dos primeiros desafios foi com relação aos recursos que seriam utilizados, mas houve empenho dos secretários de saúde e educação e esta dificuldade foi superada.

Outro desafio é que uma das provas da gincana era um jogo de perguntas e respostas para completar o percurso de uma trilha. Ao final do jogo era necessário mais 4 perguntas, além daquelas que já haviam sido formuladas previamente, para que este jogo se encerrasse. Para solucionar o problema a nutricionista elaborou no momento as quatro perguntas baseadas no álbum seriado vida saudável.

Quais as novidades?: 

Ainda não tínhamos ainda experiência de juntar tantas pessoas de seguimentos diferentes para realizar uma ação em uma localidade distante da zona rural, onde o acesso é difícil (estrada “de chão”) e a comunicação precária (não há cobertura de telefonia celular, internet, apenas um orelhão na escola). Buscou-se sempre as parcerias, enfatizar e fortalecer o trabalho em equipe, engajar seguimentos e profissionais que ainda não haviam trabalhado juntos. A partir dessa experiência teve-se mais convicção de que é possível o trabalho multidisciplinar e interdisciplinar e que a realização de atividades com profissionais de áreas distintas torna-se muito proveitoso para o rendimento do trabalho. 

Outras observações/campo livre: 

Foi muito gratificante ver todos as pessoas envolvidas trabalhando juntas para que tudo saísse como planejado. A empolgação dos alunos e professores, o empenho dos profissionais trouxe-nos novo ânimo para continuar realizando ações como essa.

Autores da experiência

NomeCategoria
Floriza Rodrigues de Rezende MonteNutricionista
Rosângela Maria da CostaEnfermeiro
Karine dos Santos SilvaEnfermeiro
Eliene Maura da Costa Ramos MenesesOutro

Atores da experiência

NomeCategoria
Alex Penafiel Diniz AmaralEnfermeiro
Francisco Eugênio Melo FreitasFisioterapeuta
Antonio Vanderlan Alves da SilvaFonoaudiólogo
Anna Karoline Meneses VerasTécnico de Enfermagem
Maria do CarmoTécnico de Enfermagem
Rosa Maria de BritoAgente Comunitário de Saúde
MarluceOutro
Luana AmaralTécnico de Enfermagem
Maria dos Remédios BritoUsuário da UBS

Comentários

parabens pela gincana!!! eu estava la e percebi o engajamento de todos!! ações como esta devem ser repetidas!

brigadinha! vc sempre nos inspira!

 

Aprendizado também para quem faz.

.

Prezados gostaria de salientar a importância do PSE e do NASF na atenção básica... O trabalho realizado é de legitima potencia para o campo da promoção da saúde... Parabenizo a todos pela experiência.

Gostaria de parabenizar os autores pelo trabalho e reafirmar a importância da equipe multiprofissional para a construção e consolidação do trabalho junto a escola.

Acredito muito no trabalho de promoção envolvendo crianças, parabéns aos profissionais envolvidos.