Estimulando um estilo de vida saudável ao grupo da terceira idade: Um Relato de Experiência

Estimulando um estilo de vida saudável ao grupo da terceira idade: Um Relato de Experiência

Visando uma melhoria na qualidade de vida do idoso a Universidade Federal do Pará em seu processo de integração ensino e serviço junto a uma Unidade Básica de Saúde, proporciona o desenvolvimento de ações educativas junto ao Grupo da Terceira Idade, que se reúne uma vez por semana para aprender, discutir e compartilhar conhecimentos e experiências diversas com os docentes e discentes do curso de enfermagem, caracterizando encontros muito produtivos a fim de estimular hábitos saudáveis de vida.

Dados da Experiência

Local da experiência: 
Belém (PA)
Envolve quais pontos / equipes da rede?: 
Qual foi a experiência desenvolvida? Sobre o que foi?: 

Foram desenvolvidas atividades educativas juntamente aos idosos integrantes do grupo da terceira idade da Unidade Básica de Saúde do Guamá. Toda semana era escolhido um tema que fosse de relevância e motivo de dúvidas para os idosos, tais como hipertensão arterial, diabetes, além de assuntos como a  importância da felicidade na terceira idade, planejamento familiar, dentre outros temas, a fim de proporcionar  conhecimento e contribuir para a melhoria na qualidade de vida do idoso. Essas atividades foram desenvolvidas por acadêmicos de enfermagem da Universidade Federal do Pará, juntamente com docentes e profissionais da Unidade em questão. Trata-se de experiências muito produtivas no processo educador-educando, fugindo da rotina de só se ter na Unidade a consulta do idoso, aonde temos uma abordagem individual e nem sempre se obtêm resultados positivos com relação as orientações que lhes são dadas, sendo dessa forma realizada uma abordagem coletiva, que proporciona a troca de experiências entre acadêmicos, docentes, trabalhadores de saude e o grupo da terceira idade, aonde se consegue um comprometimento maior do cliente com  a sua saúde.

Como funciona(ou) a experiência?: 

A Universidade Federal do Pará proporciona como campo de prática da atividade curricular Saúde do Adulto e do Idoso da Faculdade de Enfermagem a Unidade Municipal de Saúde do Guamá, na cidade de Belém Pará, que por sua vez sentiu a necessidade de trabalhar junto ao grupo da terceira idade com o objetivo de auxiliar na melhoria na qualidade de vida dos idosos a partir do conhecimento das alterações relacionadas com o processo de envelhecimento, a diminuição dos agravos relacionados à estes, o comprometimento com a sua própria saúde e a adoção de hábitos saudáveis, dessa forma os discentes realizam consultas com os idosos e elaboram atividades educativas que são postas em prática todas as quartas-feiras pela parte da tarde na sala de reuniões da Unidade. Muitas tecnologias educativas são elaboradas e utilizadas a fim de inovar e proporcionar maior conhecimento e interesse para compartilhar conhecimentos, retirar dúvidas e favorecer a adoção de hábitos de vida mais saudáveis. Além de dinâmicas para avaliar o conhecimento adquirido, com entrega de brindes para os participantes que se destacarem na dinâmica, servindo de incentivo para se manter atento ao que estava sendo demonstrado e discutido.  Para maior interação dos participantes do grupo é feita a caracterização do ambiente com o objetivo de torná-lo mais acolhedor e interativo. Os acadêmicos se reúnem durante a semana anterior a ação para o planejamento da ação da semana seguinte.  O momento de planejamento envolve o preparo da tecnologia, a fundamentação teórica da atividade bem como do assunto a ser trabalhado e adequação da ação ao ciclo de vida idoso. Além dos docentes e discentes também temos participação de funcionários da Unidade, tais como a assistente social que freqüentemente esta presente nas ações e contribui bastante para o sucesso das atividades.

Desafios para o desenvolvimento: 

Muitos são os desafios para elaborar e por em prática atividades que sejam bem sucedidas uma delas foi a ausência de recursos para custear com a caracterização das salas para as reuniões e brindes, porém os grupos de prática sempre se reuniam para fazer coleta e comprar material para tornar as ações mais produtivas, o ambiente mais acolhedor e a atividade mais interessante, enfeitando o ambiente com balões, corações para a ação de hipertensão arterial, bandeirinhas no período de São João, confecção de imãs com os mais diversos formatos, dentre outras despesas. Na elaboração pois para se trabalhar com o idoso as tecnologias educativas devem ser adequadas a sua faixa etária e o assunto que será discutido, mas, com a união do grupo, as idéias, sempre eram discutidas e as tecnologias consideradas com excelência ao serem colocadas em prática.

Quais as novidades?: 

As temáticas são desenvolvidas baseadas na adequação para o ciclo de vida idoso tais como: que material utilizar; tamanho da letra, tornar o ambiente seguro e respeitar o tempo orgânico do idoso. Foram desenvolvidas estratégias como observar as necessidades de determinados idosos, ouvindo sugestões, se atentando para suas dúvidas em relação aos assuntos que eles achavam de grande interesse. Não levando apenas em conta o que os profissionais de saúde achavam ser importante, a fim de alcançar o objetivo de fazer com que o idoso seja o autor do seu bem estar fisico-psico-social, expressando suas angustias, retirando suas dúvidas e adquirindo conhecimentos considerados importantes para a mudança nos hábitos de vida. Dessa forma favorecendo mudanças no processo de trabalho, por que até então só os profissionais e acadêmicos decidiam qual seria o assunto a ser tratado durante as reuniões e que somente os profissionais eram detentores da palavra, onde nas atividades o idoso era o sujeito de sua aprendizagem. Caracterizando essa estratégia como algo muito produtivo e confirmando a hipótese de que o ser humano deve ser sempre ouvido e com o seu direito garantido de se expressar, conforme delimitado como princípio do Sistema Único de Saúde, o direito à informação.

Autores da experiência

NomeCategoria
Maria Samara Alves da SilvaOutro
Andrea Ribeiro da CostaEnfermeiro
Rosana Santos BezerraOutro
Mayara Gabriela Salgado MuriciOutro
Renata da Silva CorrêaOutro
Julie Ane da Silva FormigosaOutro

Atores da experiência

NomeCategoria
Erika Vitoria Navegantes do ValeOutro
Raimundo SousaUsuário da UBS
Eliene TrindadeAssistente Social
Andressa Costa de SouzaOutro
Maria Rute de Araújo AraújoEnfermeiro
Olinda TrindadeUsuário da UBS
Maria Samara Alves da SilvaOutro
Andrea Ribeiro da CostaEnfermeiro
Jaqueline Lisboa AlbuquerqueOutro
Galeria de Vídeos: 
Galeria de imagens: 

Comentários

Envelhecimento Ativo- É possível só é necessário aprender e saber viver!!

Oi, Andreia!

Adorei seu trabalho!! Gosto desse tipo de atividade!!

Parabéns pelo trabalho!!! Grupo bom de se trabalhar!

Obrigada Maria Emilia.. Realmente é maravilhoso trabalhar com grpos da terceira idade, ajudamos, ensinamos, aprendemos, nos divertimos, é muito gratificante!

A garantia dos direitos dos idosos quanto à saúde no Brasil ainda é pauta para varias discussões entre os profissionais de saúde, este trabalho tem o seu mérito quando incentiva a qualidade vida na terceira idade.

Parabéns pelo trabalho! Achei interessante a forma integrativa que foi desenvolvido o trabalho, convivendo com um público com o qual temos sempre o que aprender!