A integralidade na atenção primária com a contribuição do fisioterapeuta no NASF

A integralidade na atenção primária com a contribuição do fisioterapeuta no NASF

As competências e habilidades do fisioterapeuta contribui para a efetivação da integralidade do SUS na atenção primária. Esta contribuição é percebida durante as atividades da fisioterapia no NASF em parceria com outros profissionais da saúde. A população e as próprias ESF estão entendendo e valorizando a importância da promoção da saúde e prevenção das doenças, deixando como segunda opção o atendimento especializado individualizado.

Dados da Experiência

Local da experiência: 
Engenheiro Navarro (MG)
Envolve quais pontos / equipes da rede?: 
Qual foi a experiência desenvolvida? Sobre o que foi?: 

As expectativa que os gestores e profissionais da Estratégia da Saúde da Família (ESF) depositam no NASF, está no aumento da resolutividade da atenção primária, trabalho interdisciplinar, melhor acesso aos serviços de saúde, reorganização da demanda e redução da referência a outros níveis de atenção (secundária e terciária). Dentre as competências e habilidades do fisioterapeuta definidas pelas Diretrizes Curriculares está  a efetivação da integralidade do SUS na atenção primária. Esta contribuição é percebida durante as atividades da fisioterapia no NASF em parceria com outros profissionais da saúde. Pois, o usuário e a própria ESF estão entendendo e valorizando a importância da promoção e prevenção a saúde, deixando como segunda opção o atendimento especializado individualizado, mediante as intervenções exercidas pelos profissionais que compões o NASF de Engenheiro Navarro. Porém ainda há muito que melhorar. Pois encontramos uma alta demanda de pacientes que necessitam de atendimento individualizado de reabilitação.

Para tal, foram desenvolvidas no município, com o incentivo do Secretário de Saúde, capacitações com os profissionais da ESF e exposição do papel dos profissionais que compõe o NASF aos usuários para uma melhor compreensão dos papéis a serem desenvolvidos por estes profissionais na atenção primária á saúde.

Como funciona(ou) a experiência?: 

A coordenadora da atenção básica e o secretário de saúde do município de Engenheiro Navarro, tiveram a iniciativa de convidar os profissionais do NASF para refletir como estavam as ações desenvolvidas pelo NASF do município e como poderiam melhorar essas ações. Sendo assim foram realizadas discussões para a definição de como seria a a atuação ideal do NASF no município e quais seriam a estratégias para a conscientização da populaçao e dos outros profissionais da importância das intervenções na atenção primária. Os profissionais do NASF se empenharam em montar capacitações direcionadas inicialmente para as ESF com a linguagem mais simples e objetiva possível, usando para isso exemplos cotidianos de doenças que poderiam ter sido evitadas se trabalhada a promoção e prevenção de saúde, objetivando mudar o olhar dos profissionais de saúde para o estado de saúde do indivíduo e não apenas para a doença quando já instalada. Após o planejamento das capacitações todas as equipes das ESF foram convocadas individualmente a participarem de uma manhã de "conversa" com todos profissionais do NASF, onde foram abordados diversos temas, entre ele o papel de cada profissional no NASF, quando devem ser realizados encaminhamentos para o NASF e como deve ocorrer o apoio matricial as equipes. As discussões foram muito proveitosas e todas a equipes se mostraram muito empenhadas.

Desafios para o desenvolvimento: 

O primeiro passo da experiência foi realizado, o desafio agora se encontra em seu desenvolvimento. Após as capacitações houve uma mudança no olhar das ESF e da gestão municipal para as ações do NASF. Obtido esse apoio, o maior desafio está na aceitação da população em valorizar ações de promoção e prevenção de saúde, deixando em segundo plano o atendimento individualizado.

Quais as novidades?: 

A experiência foi de grande importância para a modificação do processo de trabalho da atenção primária do município. Permitindo o apoio e a mobilização de toda a equipe de saúde para que a população seja conscientizada da importância da atuação da atenção primária.

Autores da experiência

NomeCategoria
Carla Fabiana Gomes Fisioterapeuta
Livia Guimarães CaetanoFisioterapeuta
Peterson Marco de Oliveira AndradeFisioterapeuta

Atores da experiência

NomeCategoria
Carla Fabiana Gomes Fisioterapeuta
Jefrey Fernando AzevedoGestor
Alaíde Pereira SilvaEnfermeiro
Virgínia Gonçalves da SilvaFonoaudiólogo
Galeria de imagens: 

Comentários

Prezado Peterson,

Meu nome é Carlos Leonardo Cunha e juntamente com a Cristiane Medeiros, somos curadores dessa Mostra, e gostariamos de saber se você tem interesse em participar do Processo de Curadoria, cujo papel do curador é contrbuir com os autores para que as experiências sejam relatadas de maneira mais clara e detalahada.

A participação no Processo de Curadoria não é obrigatória, e a ideia é que possamos  conversar por meio desta Comunidade de Práticas a fim de possibilitar que o seu relato "mostre" todas as potencialidades de sua experiência.

Dessa forma, caso tenha interesse em participar da Curadoria, é necessário que você me dê um retorno em até 5 dias, já que a participação nesse processo é limitada e precisamos dar oportunidade para que outras pessoas participem.

Aguardamos  um retorno.

Abraço,

Carlos Leonardo Cunha

Curador da IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica/ Saúde da Família

 

Parabéns !!!!

Muito bom o seu relato...

Muito bom o seu relato...